ACESSO FÁCIL
Pesquisar
Close this search box.

Antônio João adota novo método de destinação de lixo, evitando perdas de recursos e garantindo cuidado ambiental

A Prefeitura de Antônio João dá um passo importante em direção à sustentabilidade ambiental e à melhoria da qualidade de vida de seus cidadãos com a implantação de um novo método de destinação de lixo.

Novo método de destinação de lixo em Antonio João busca promover a sustentabilidade ambiental e o cuidado com a saúde da população.
Foto: Sivaldo Moreira

Desde sua fundação, o tratamento de lixo seco e úmido em Antônio João enfrentava dificuldades e impactos danosos ao meio ambiente. Porém, a atual administração assumiu a responsabilidade de enfrentar esse problema, e diversos estudos e levantamentos foram realizados para buscar uma solução efetiva para uma questão que se arrastava por aproximadamente 50 anos.

A ineficácia no tratamento do lixo também trazia consequências graves para a saúde das famílias que viviam nas proximidades, bem como para o meio ambiente. A contaminação do solo e a proliferação de insetos e vetores de doenças eram problemas enfrentados pela comunidade.

Além disso, a falta de um tratamento adequado do lixo poderia fazer com que o município de Antônio João perdesse recursos financeiros importantes, de acordo com as leis federais e estaduais que tratam da responsabilidade dos municípios em relação aos resíduos sólidos.

A Lei Federal nº 12.305/2010, conhecida como a Política Nacional de Resíduos Sólidos, estabelece que é obrigação dos municípios instituir um plano de gestão integrada de resíduos sólidos, promovendo a redução, reutilização, reciclagem e destinação final ambientalmente adequada do lixo. O não cumprimento dessa legislação pode levar à perda de recursos federais destinados a investimentos em áreas diversas, como saúde, educação e infraestrutura.

Com o novo método adotado pelo município, que envolve a coleta, armazenamento e destinação correta do lixo através da empresa OCA, especializada em tratamento de lixo em Dourados-MS, Antonio João se alinha com as diretrizes estabelecidas pela legislação vigente, evitando possíveis perdas de recursos e garantindo o desenvolvimento sustentável da cidade.

O espaço onde ainda há lixo em Antônio João será isolado, e todo o lixo será destinado ao tratamento especializado. Em seguida, será realizado um trabalho de reflorestamento e cuidado com a área que, por muitos anos, serviu como depósito de resíduos.

Os trabalhadores que atualmente atuam na área do lixão e buscam renda através do que é descartado receberão auxílio para que possam buscar novas fontes de renda. A administração municipal se preocupa com o bem-estar desses trabalhadores e procura oferecer alternativas de sustento de maneira responsável.

O Prefeito de Antônio João, Marcelo Pé, agradece a dedicação dos secretários municipais que trabalharam arduamente para a implantação desse sistema de destinação de lixo. Ele celebra as conquistas da cidade na área de urbanização, como a pavimentação asfáltica, coleta de esgoto e drenagem, esporte e qualidade de vida, implantação de iluminação LED em diversos locais, conclusão de obras, como a do hospital que acontece em agosto, e a futura entrega da feira municipal e conselho tutelar.

“A destinação inadequada do lixo pode prejudicar a saúde de todos nós. Ao não descartarmos corretamente os resíduos, aumentamos o risco de doenças e problemas ambientais. Vamos fazer nossa parte e adotar práticas responsáveis de descarte para proteger nossa comunidade e o meio ambiente.” – Secretário Municipal de Saúde, pastor Rafael Santos da Rosa.

Com o novo método, os mananciais também deverão receber estímulos e não sofrer com a degradação do solo. A nova regra é clara: lixo só nas caçambas de destinação, não mais no chão. Essa mudança representa um compromisso com a saúde, o meio ambiente e o futuro sustentável de Antônio João.

Com informações Joaz Balbuena Menezes*
COMPARTILHE AGORA MESMO