ACESSO FÁCIL

Dino vem a MS para anunciar R$ 120 milhões para segurança pública

Por José Câmara, g1 MS

Ministro Flávio Dino veio a Mato Grosso do Sul para lançamento de programas nacionais. — Foto: José Câmara/g1

Ministro Flávio Dino veio a Mato Grosso do Sul para lançamento de programas nacionais. — Foto: José Câmara/g1

O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, veio a Mato Grosso do Sul para o lançamento de dois programas nacionais focados em investimentos nas forças de segurança regional. O evento contou com solenidade, em Campo Grande, nesta segunda-feira (28). Durante o anúncio, o representante do governo Lula disse que quatro novos presídios serão construídos no estado.

Ao todo são R$ 121 milhões investidos na segurança pública de Mato Grosso do Sul por meio dos Programas de Ação na Segurança (PAS) e o Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci 2).

Dino não foi o único ministro na cerimônia. Simone Tebet, do Planejamento e Orçamento, também esteve presente, junto de representantes da bancada federal de Mato Grosso do Sul. Vereadores de Campo Grande e deputados estaduais também lotaram a cerimônia no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo.

Entregas

Carros foram entregues pelo governo federal. — Foto: José Câmara/g1

Carros foram entregues pelo governo federal. — Foto: José Câmara/g1

Além do montante milionário, o ministro entregou 82 viaturas, pistolas, insumos para perícias, detectores de metais e outros materiais para o fortalecimento da segurança pública de Mato Grosso do Sul.

Flávio Dino foi enfático ao dizer que boa parte dos recursos federais é destinado na assistência para o combate à violência contra mulheres. Além do apoio financeiro, insumos para a atuação foram entregues especificamente as autoridades que trabalham contra violência de gênero.

“O Pronasci nesse caso, do Mato Grosso do Sul, está voltado especificamente as ações de apoio às unidades de proteção às mulheres. Isso é decisivo para as famílias, porque quando infelizmente acontece um feminicídio, é uma família destroçada. Nós temos uma mãe, o pai vai ser preso e a mãe infelizmente perdeu a vida. Os filhos seguem sem ninguém, são órfãos que também são vítimas”, pontuou Dino.

COMPARTILHE AGORA MESMO