ACESSO FÁCIL
Pesquisar
Close this search box.

DOF participa, em Paranhos, da 3ª edição do MS em Ação: Segurança e Cidadania

O DOF (Departamento de Operações de Fronteira) participou, entre os dias 2 e 3 de março, da 3ª edição do MS em Ação: Segurança e Cidadania promovida pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, através da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) e da SEC (Secretaria de Estado da Cidadania). A ação aconteceu na Aldeia Paraguassu, no município de Paranhos.

Durante o evento realizado na Escola Municipal Pancho Romero, moradores das comunidades indígenas Pirajuí, Potrero Guassu, Arroio Cora, Sete Cerros e Ypoi interagiram com os policiais militares do DOF, que fizeram exposições de materiais operacionais da Unidade, além de um momento lúdico, onde as crianças pintaram desenhos.

Presente durante os dois dias da ação, as forças de segurança do Estado com DOF, BPChoque, Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira), Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros promoveram uma conexão com a comunidade indígena e uma troca de vivências e escuta.
“O DOF tem participado do MS em Ação sempre expondo materiais e equipamentos. Em Paranhos fizemos dinâmicas com as crianças, com a pinturas e desenhos onde os pequenos desmistificando a sensação de que o Departamento de Operações da Fronteira é uma força opressora à comunidade indígena. Pelo contrário é uma força que está para ajudar e promover a segurança pública, nos aproximando das comunidades”, explica o coronel PM Everson Antônio Rozeni, Diretor do DOF.
Durante o evento, os moradores da comunidade tiveram acesso gratuito à emissão de documentos pessoais como Carteira de Identidade, CPF, título de eleitor e carteira de trabalho e puderam solicitar benefícios junto ao INSS: casamentos, divórcios, atendimentos na defensoria pública, consultas médicas com clínicos gerais e especialistas; dentistas e orientações da correta escovação e higiene bucal.
Eles também fizeram cursos de capacitação, entre eles, o de acabamento de obras; exposições de materiais e aeronave; registro de boletins de ocorrência; cinema e brinquedos para as crianças, enquanto os pais recebiam atendimento.
Na ocasião, mais de mil mulheres foram orientadas sobre o enfrentamento às formas de violência, sendo por meio da distribuição de panfletos ou por meio do diálogo.

COMPARTILHE AGORA MESMO