ACESSO FÁCIL
Pesquisar
Close this search box.

Etapas do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia são confirmadas em Mato Grosso do Sul

A temporada nacional do vôlei de praia passará por Mato Grosso do Sul mais uma vez. Três etapas do Circuito Brasileiro (CBVP) 2023 estão confirmadas para acontecer em Campo Grande, em maio deste ano, com apoio do Governo de Mato Grosso do Sul, por meio da Fundação de Desporto e Lazer (Fundesporte) e Secretaria de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania (Setescc).

Em reunião nesta quarta-feira (15) na Fundesporte, o presidente da Federação de Voleibol de Mato Grosso do Sul, José Amâncio da Mota, o “Madrugada”, confirmou a vinda de etapas do Sub-19 (6 a 9 de maio), Aberto (10 a 13 de maio) e Top 12 (10 a 14 de maio).

As competições da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) serão realizadas em arena montada no Parque das Nações Indígenas. O diretor-presidente da Fundesporte, Herculano Borges, destaca a tradição em Mato Grosso do Sul receber grandes eventos da modalidade. “Nosso estado tem largado na frente para receber etapas do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia e ficamos felizes de poder trazer mais uma vez essas competições para nossa população prestigiar”.

“Temos oferecido não só eventos de excelência ao voleibol nacional, mas também atletas de alto nível revelados em nossa terra, como Talita Antunes, Saymon Barbosa, Benjamin, Victoria Lopes, Arthur Mariano, e uma geração nova da base, a exemplo da dupla Cadu e Anthony. É interessante também que eles nos prestigiam nas competições aqui em Mato Grosso do Sul”, pontua Madrugada.

Mato Grosso do Sul receberá a primeira de três etapas da categoria sub-19. Segundo Madrugada, atletas de 22 unidades federativas estão confirmados. Na classe adulta, o Aberto reunirá duplas entre o 8º e o 13º lugar no ranking nacional entre os inscritos, além de dois convidados e até oito parcerias classificadas pelo Qualifying (torneio qualificatório). Esse sistema permite jogos mais nivelados, entre duplas de ranqueamento mais próximo.

Já o Top 12, segundo a CBV, será disputado pelas duplas mais bem ranqueadas, além dos campeões das etapas anteriores do torneio Aberto. Esta é uma forma de estimular a renovação da modalidade, já que todas as duplas podem brigar por uma vaga no Circuito Mundial.

Lucas Castro, Comunicação Fundesporte
Foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV

COMPARTILHE AGORA MESMO