Governo do Estado anuncia socorro de R$ 27 milhões contra Covid-19

Maior fatia fica para Santa Casa e Hospital do Câncer de Campo Grande

O Governador Reinaldo Azambuja assina nesta quarta feira (16), a liberação de R$ 27,7 milhões para socorrer municípios e hospitais de Mato Grosso do Sul. A maior fatia será destinada a Santa Casa, com R$ 11 milhões e R$ 6 milhões para o Hospital do Câncer de Campo Grande.

O objetivo é desafogar leitos ocupados por pacientes com outras enfermidades nas unidades de saúde que tratam infectados pelo coronavírus, além do custeio das ações de emergência por conta da pandemia.

Com mais este reforço, o enfrentamento da Covid-19 amplia as ações do Estado para barrar o crescimento da doença em MS. Entre as determinações do Governo neste sentido, foi instalado o toque de recolher para os 79 municípios nesta segunda-feira (14).

“Dourados, Campo Grande, Corumbá, Três Lagoas, que são macrorregiões vão receber os recursos assim como as sedes das microrregiões, além da Santa Casa e do Hospital do Câncer, aqui em Campo Grande. O objetivo é fortalecer ainda mais a estrutura municipal de saúde, potencializar os investimentos e o apoio ao combate da Covid-19”, destaca.

Mapa da saúde

Os municípios sede de macrorregiões de saúde no Estado são, Campo Grande, Dourados, Três Lagoas e Corumbá. Já os municípios sede de microrregiões são: Aquidauana, Coxim, Jardim, Nova Andradina, Naviraí, Ponta Porã, Paranaíba, Aparecida do Taboado, Bataguassu, Costa Rica, Chapadão do Sul e Ivinhema.

Os recursos são destinados ao custeio de ações e serviços de saúde para o enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente da Covid-19, podendo abranger a atenção primária e especializada, a vigilância em saúde, a assistência farmacêutica, a aquisição de suprimentos, insumos e produtos hospitalares, e o custeio de procedimentos voltados ao tratamento de infecção pela doença.

A distribuição dos recursos na ordem de  R$ 27.778,500 será feita da seguinte forma:

  • Campo Grande, Dourados e Corumbá: total de R$ 3,8 milhões
  • Rede hospitalar de Campo Grande: R$ 19.078.500,00 milhões
  • Sedes Microrregiões: R$4,9 milhões

Mato Grosso do Sul já registra 1967 óbitos por Covid-19 e tem 114.631 diagnósticos confirmados para a doença.

Mireli Obando, Subcom

Foto: Chico Ribeiro