ACESSO FÁCIL
Pesquisar
Close this search box.

Morte e internados: Mãe vai para formatura de filho e soldado acaba em coma após treinamento do Exército

Um soldado morreu e outros três estão internados após treinamento em Bela Vista

Soldados são lotados no 10º Regimento de Cavalaria Mecanizado de Vista.

Revolta. Esse é o sentimento de uma mãe que foi para a formatura do filho soldado do Exército, em Bela Vista, a 324 quilômetros de Campo Grande, e descobriu o filho doente, machucado e agora em coma induzido na Santa Casa de Campo Grande. O treinamento terminou com um soldado morto, Vinicius Ibanez Riquelme, de 19 anos, e pelo menos outros três internados com quadro de desidratação.

A mãe do soldado contou que ela e a irmã são de Nova Alvorada do Sul, e foram até Bela Vista para a formatura do rapaz, e quando chegaram, foram informadas pelo tenente que o soldado seria liberado na noite de sábado (27) para ir para casa, mas não foi o que aconteceu.

Alguns soldados foram liberados depois da meia-noite, segundo a mulher. Já no dia seguinte, quando voltou para visitar o filho, ela o encontrou na guarita, debilitado, sem poder comer e sem tomar água. “Ele estava passando mal e ninguém fazia nada”, disse a mãe do recruta.

A mãe, então, pediu para que alguns militares a ajudassem a levar o filho para a enfermaria e, chegando lá, foi informada que a condição física do filho era considerada normal, já que o treinamento era para a sobrevivência. “Muitos voltaram machucados, passando mal”, disse a mulher.

O filho acabou sendo levado para o hospital da cidade, mas teve de ser transferido para a Santa Casa de Campo Grande, onde está entubado, em coma induzido e com uma mancha no pulmão, segundo os médicos que o atenderam. “Entreguei meu filho saudável”, disse a mulher.

Quatro soldados foram para hospital e um morreu

Quatro soldados precisaram ser levados para o hospital, mas um deles já recebeu alta. Após a morte de Vinícius, mães dos soldados recrutas denunciaram os ‘esforços exaustivos durante os exercícios físicos’ em que os jovens são submetidos durante os treinamentos. Uma delas conversou com o Jornal Midiamax na tarde deste domingo (28) e contou que o sonho do filho virou pesadelo.

Uma das mães contou que o filho tem 18 anos e ingressou no Exército no fim de fevereiro deste ano. Os soldados passaram cinco dias em treinamento de campo militar, sendo os dois últimos com mais dificuldades, conforme o relato da mãe. “Ele disse que nos últimos dois dias, tinham que procurar comida e água, chegaram a ficar 48 horas sem beber e comer”.

O jovem foi internado na enfermaria do quartel de Bela Vista no sábado (27) devido ao quadro de desidratação que apresentava. Ele recebeu alta às 13 horas de domingo (28). “Perguntei para ele o que aconteceu, ele disse que foi muito cansativo, não tinha água e nem comida. Ele contou que os recrutas eram agredidos, pois tinham uma corda amarrada no peito e eram puxados dessa forma. Alguns desmaiaram e eles continuaram sendo puxados”, relata a mãe, que preferiu o anonimato.

Morte de Vinícius

O soldado do Exército, Vinícius Ibanez Riquelme, de 19 anos, morreu nesse sábado (27), na Santa Casa de Campo Grande, após realização de atividades físicas em campo com o grupo do 10º Regimento de Cavalaria Mecanizado de Bela Vista.

De acordo com informações, grave estado de desidratação teria afetado os rins de Vinícius.

Amigos e familiares do rapaz denunciam que, entre as principais causas da morte do militar, além de um possível quadro de ‘desidratação’, estão ‘esforços exaustivos durante os exercícios físicos’, realizados em uma manobra militar.

“Não acredito que entreguei meu filho vivo para o Exército e recebo ele dentro de um caixão. Não é justo, quero justiça, isso não pode ficar impune! O Vini era um menino muito educado, meu companheiro, minha vida, e agora como fica minha vida?”, disse Mariza, mãe de Vinícius ao site Fronteira News.

O soldado foi velado neste domingo (28) e o velório foi marcado pela comoção de familiares e amigos. Informações passadas ao Jornal Midiamax são de que os familiares estavam desmaiando quando chegavam ao local do velório.

Um colega do soldado relatou as atividades intensas sob sol forte e longos períodos sem beber água durante o treinamento. “Uns três tiveram problemas nos rins”, disse.

Exército abriu inquérito

O CMO (Comando Militar do Oeste) abrirá um inquérito policial militar para apurar as circunstâncias da morte de Vinícius. Em nota, o CMO afirma que lamenta o falecimento do soldado e que está prestando suporte aos familiares do militar.

“O soldado foi atendido pela equipe de saúde do Regimento na sexta-feira (26), encaminhado ao hospital de Bela Vista (MS) e, no mesmo dia, transferido para a Santa Casa de Campo Grande. Um inquérito policial militar será instaurado para apurar os fatos”, diz a nota.

Por meio de nota, divulgada no Instagram do Exército de Bela Vista, a corporação lamentou a morte do soldado e divulgou quais seria as causas do óbito do jovem militar. Confira a nota:

“É com grande pesar que a Comando do 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada lamenta informar o falecimento do Soldado Recruta Vinicius Ibanez Riquelme, do 10º Regimento de Cavalaria Mecanizada de Bela Vista-MS, ocorrido no dia de hoje (27), em Campo Grande. A nota ainda traz que, Vinicius participava do acampamento de Instrução Básica, quando foi conduzido pela equipe de Saúde de Formação sanitária com ‘sintomas de febre, diarreia e com pressão estável. … e que, apesar de ser hidratado e medicado e sem apresentar melhoras o soldado foi evacuado (encaminhado) para o Hospital de Bela Vista, onde foi diagnosticado com choque séptico. Em seguida, ainda segundo a nota do Exército, Vinícius então foi encaminhado para Santa Casa de Campo Grande, na noite de ontem, mas que faleceu na manhã deste sábado.”

Ainda segundo a nota divulgada pelo Exército, a família do soldado está recebendo apoio médico, psicológico e ‘suporte espiritual’.

COMPARTILHE AGORA MESMO