ACESSO FÁCIL
Pesquisar
Close this search box.

Na fronteira, Economia Criativa mostra que tem poder de gerar qualidade de vida e cidadania

“MS + Criativo” é o programa que tem rodado Mato Grosso do Sul apresentando o conceito e tudo o que pode ser Economia Criativa. Lançada em 2023, a Superintendência de Economia Criativa tem o propósito de ressaltar o potencial do do setor no Estado e colher demandas dos criativos para elaboração do 1º Plano Estadual de Economia Criativa.

Artistas, artesãos, realizadores de eventos, designers, publicitários, arquitetos, professores, empreendedores, gestores e produtores criativos das áreas de gastronomia, moda e tecnologia são mais do que convidados a participar dos encontros realizados em parceria com o Sebrae, Sesc e prefeituras.

“O potencial da Economia Criativa amplia de acordo com a diversidade da região. Quanto mais rica é a diversidade cultural e a biodiversidade, mais rica é a criatividade e mais rica é a Economia Criativa”, pontua o superintendente Décio Coutinho.

Desde julho até o mês de novembro, a Superintendência vai passar pelas regiões Oeste, Sul, Fronteira, Norte, Centro e Costa Leste do Estado apresentando a pasta e posteriormente realizando o encontro regional, de onde sairão as propostas para o plano estadual.

A terceira parada da Superintendência foi nesta terça (8) e quarta-feira (9), na cidade de Ponta Porã, região de fronteira com o Paraguai em Mato Grosso do Sul, marcada pela riqueza cultural influenciada pelo país vizinho, e muitas vezes lembrada pelas questões de segurança pública.

“A Economia Criativa gera muitos benefícios econômicos e financeiros, mas mais do que isso, ela tem o poder de gerar o que se chama de externalidades positivas, ou seja, ela gera outros benefícios além dos econômicos e financeiros como qualidade de vida, cidadania, dignidade, inclusão social, sustentabilidade”, ressalta o superintendente da pasta, Décio Coutinho.

Quanto à questão da segurança, Décio enfatiza que a Economia Criativa tem um efeito de trabalhar a cultura como elemento de paz. “Entendendo que a Economia Criativa tem na cultura os seus principais recursos, é uma tendência muito grande desse setor gerar inclusão social, reduzir a violência, fazer com que as pessoas tenham melhor qualidade de vida e mais dignidade”, completa Décio.

Alunos do curso de formação de violão popular do Projeto Central se apresentando na abertura do esquenta para o encontro em Ponta Porã (Foto: Thais Lima Setescc)

Um dos participantes do encontro em Ponta Porã foi o professor de música Mário Moraes Morel, do projeto Centro Cultural, que explicou como funciona o curso de violão popular. “É um formato dos alunos conseguirem trabalhar de uma maneira mais dinâmica, e o violão é muito mais acessível para eles, então essa foi a ideia inicial do curso de formação”, conta.

Para o superintendente, a localização de Ponta Porã contribui e muito para a Economia Criativa deslanchar. “A gente tem aqui um polo de diversidade raramente encontrado no planeta, então é importantíssimo entendermos que se essa diversidade for trabalhada da forma correta, ordenada e sistemática, temos um resultado muito importante. E nós temos uma economia criativa, um setor econômico que tem uma tendência de crescer muito mais e ser muito mais sustentável”, descreve Décio.

Além de Ponta Porã, a Superintendência já visitou as cidades de Corumbá e Naviraí, e tem na agenda percorrer os municípios de Rio Verde, Campo Grande, Bonito, Dourados e Três Lagoas.

“Começamos um movimento do Estado para a construção da primeira lei estadual de economia criativa que vai ser o documento do plano estadual. A expectativa é que a gente consiga mobilizar todo MS e ter uma governança estruturada nas regiões para tratar da Economia Criativa em médio e longo prazo”, enfatiza Décio.

O Governo de Mato Grosso do Sul tem reconhecida a Economia Criativa como uma ferramenta para a diversificação do portfólio econômico do Estado que é rico em diversidade cultural, biodiversidade e tem um potencial imenso a ser trabalhado no setor.

Em Corumbá, o encontro teve a presença do Sebrae, Sesc e Prefeitura Municipal. O “MS + Criativo” será um divisor de águas para o Estado, e com a participação efetiva de toda comunidade, vamos juntos viabilizar ainda mais desenvolvimento para nossa região”, acredita o prefeito Marcelo Iunes.

Lançamento da Economia Criativa em Naviraí teve apoio da prefeitura e do Sebrae, além de parceiros como a Associação Comercial e Empresarial (Foto: Divulgação Prefeitura de Naviraí)

À frente da Fundação Cultural de Naviraí, Maria Telma de Oliveira Minari, pontua que a Economia Criativa tem o poder de alavancar não só a economia de Naviraí como a de todos os demais municípios.

“A gente sabe das dificuldades que o setor vem atravessando, atravessou com a pandemia, e a importância da economia criativa estar ativa. Este lançamento e, posteriormente o encontro, será o pontapé inicial para mudar a economia de Mato Grosso do Sul. O plano busca motivar o setor, organizando-o para que isso se torne uma lei, que será o grande diferencial do nosso Estado”, frisa.

Plano Estadual

A Superintendência de Economia Criativa, em parceria com o Sebrae, Sesc e prefeituras municipais, segue cumprindo agenda pelo interior do Estado, justamente por entender que o plano precisa atender às peculiaridades de cada região.

Para a construção do plano, serão promovidos oito encontros regionais, entre 31 de agosto e 21 de novembro, para colher propostas junto às comunidades criativas de cada cidade e região.

Depois de finalizar os encontros regionais, todas as proposições serão debatidas em Campo Grande, no dia 5 de dezembro no Encontro Estadual. Data que será formalizado o Plano, para posterior envio do projeto de lei à Assembleia Legislativa.

Confira abaixo a programação da Superintendência de Economia Criativa:

Corumbá

Regional Oeste – Evento de lançamento: 02 e 03/08

  • Encontro Regional: 31/08

Naviraí

Regional Sul – Evento de lançamento: 07 e 08/08

  • Encontro Regional: 14/09

Ponta Porã 

Fronteira – Evento de lançamento: 08 e 09/08

  • Encontro Regional: 20/09

Rio Verde

Regional Norte – Evento de lançamento: 15 e 16/08

  • Encontro Regional: 17/10

Campo Grande

Regional Centro – Evento de lançamento: 17/08

  • Encontro Regional: 27/09

Bonito

Regional Oeste – Evento de lançamento: 25 e 26/08

  • Encontro Regional: 31/10

Dourados

Regional Sul – Evento de lançamento: 03 e 04/10

  • Encontro Regional: 16/11

Três Lagoas

Regional Costa Leste – Evento de lançamento: 23 e 24/10

  • Encontro Regional: 21/11

Paula Maciulevicius e Thais Lima, Setescc

COMPARTILHE AGORA MESMO