ACESSO FÁCIL
Pesquisar
Close this search box.

Nova Diretoria da UPEr toma posse na próxima segunda-feira (26) em Ponta Porã

Cerimonial ocorrerá na Câmara Municipal de Ponta Porã a partir das 18h

Após um período de praticamente inatividade total durante a pandemia, a União Pontaporanense de Estudantes e Região (UPEr) é mais uma organização que ressurge com novos dirigentes que tomam posse oficialmente na próxima segunda-feira (26).

A UPEr ficou marcada como uma importante organização estudantil com atuação destacada que levou a regionalização da Instituição em 2003. Surgida em 1981 e tendo como primeiro presidente Álvaro Soares, a UPEr viveu sua época áurea na década de 90 e 2000, onde lutou pela implementação do Cursinho Pré-Vestibular Gratuito, que foi implementado de forma gratuita pela rede estadual durante o Governo Zeca do PT.

Outra marca importante da União Pontaporanense de Estudantes Região naquela época, onde o presidente era Veimar Marques e a diretoria tinha em seu núcleo nomes como Vergínia Miranda e o hoje vereador Agnaldo Miudinho foi a luta pelo passe livre estudantil, que perdurou em Ponta Porã até o final de 2008.

Neste período alguns eventos clássicos marcaram a história da Instituição, como as tradicionais Gincanas da UPEr, onde se destaca a apresentação ímpar do jornalista Lille Correa e o Concurso Garoto e Garota Estudantil que revelou para Ponta Porã nomes como o hoje DJ Maurício, vencedor de um daqueles concursos.

A partir de 2009, a UPEr sofreu uma importante renovação com um grupo que contava com também vereador em tempos atuais, Thiago Vedana, além de nomes Everton Barboza, Ismael dos Santos, José Anderson Saucedo, Douglas Pequeno, Chritian Godoy e Hamilton Jr.

Este grupo que era presidido por Markon Machado, assumiu a direção da UPEr em 2010 e se manteve a frente da Instituição até 2016, quando se licenciou após concluir sua primeira licenciatura.

Neste período, a UPEr se destacou na luta pela implementação de uma faculdade de medicina em Ponta Porã, algo que deve se concretizar nos próximos anos, a luta pelo respeito à lei de meia entrada, algo conquistado na justiça por meio de diversas incursões dos estudantes, a luta pela manutenção dos cursos presenciais no Polo Ponta Porã da UEMS e pela implementação de políticas públicas voltadas e protagonizadas pelos jovens. Foi neste período que Ponta Porã passou a ter um Conselho Municipal de Políticas para a juventude atuante, o Governo Municipal chegou a criar e manter até 2016 uma Secretaria Municipal de Políticas para Juventude, ainda que agrupada com esportes e lazer.

A UPEr ganhou notoriedade também por integrar o Conselho Estadual de Juventude, debater políticas públicas de grande interesse dos estudantes e da juventude. Foi neste período que o Governo Federal implementou em Ponta Porã o IFMS, restabeleceu cursos no Campus Ponta Porã da UFMS.

Parcerias garantiram o então estabelecimento da UNIESP, onde a UPEr foi parceira em diversos projetos sociais que garantiram bolsas de até 75% para alguns engenheiros dos tempos atuais, formados pela União Nacional das Instituições de Ensino Superior Privado (UNIESP)

Na UNOPAR, a UPEr solicitou e teve seu pedido atendido e foi parceira na divulgação e formação de turmas para o estabelecimento dos cursos de matemática e Educação, até hoje mantidos pelo grupo Kroton, na Faculdade Anhanguera.

Neste período, atividades como o Desafio Interescolar de Conhecimentos Gerais, a criação do Festival Estudantil de Músicas, o restabelecimento do Concurso Garoto e Garota Estudantil, o Concurso Cultural de Redação RILEX-UPEr também se tornaram marcas daquela geração.

Após o período pandêmico, um grupo se reunião e decidiu reviver este legado, e esta instituição com tantas digitais de célebres nomes de ex-dirigentes e colaboradores como Ageu de Oliveira, Eliseth, Franklin, Elizeu, Hugo da Costa, Anísio Rodas e outros tantos nomes que marcaram sua história.

Por isso, em fevereiro deste ano, Markon Machado encerrou sua licença, reassumiu a presidência com o propósito de convocar novas eleições e em Maio 603 estudantes elegeram a Chapa Edson Luis de Lima Souto, nome que faz alusão a um jovem morto pela ditadura militar brasileira que num período de trevas da história do Brasil perseguiu e criminalizou o movimento estudantil.

A Diretoria eleita é composta pelos gêmeos Lukas e Luan Dutra, integrantes do Conselho Fiscal que será presidido por Marisol Ribas, tem Rosimari Portilho, remanescente da geração 2000 que percorria as escolas de Ponta Porã buscando organizar o movimento e criar Grêmios Estudantis como secretária, a também integrante da diretoria da Associação dos Universitários de Ponta Porã e do Centro Acadêmico de Ciências Sociais da UFGD, Maristela Ribas, como tesoureira, o ex-jogador de futebol profissional que chegou a atuar nas divisões de base do Flamengo, Christian Godoy como tesoureiro e o ex-presidente do Grêmio Estudantil do IFMS, ex-integrante do Conselho Superior Discente do IFMS, Diretor Social da UPEr entre 2011 e 2016, Hamilton Jr, como presidente.

A nova diretoria tomará posse na próxima segunda-feira às 18h na Câmara Municipal de Ponta Porã e convida toda a população prestigiar a cerimônia.

A União Pontaporanense de Estudante e Região realizou nesta quarta-feira o processo eleitoral para definir a nova diretoria da organização estudantil que representará individual e coletivamente os estudantes devidamente matriculados e residentes em qualquer instituição de ensino nas cidades da 19ª e 52ª zona eleitoral.

608 estudantes registraram seu voto e destes, 603 deles registraram seus votos em favor da chapa Edson Luis de Lima Souto, presidida pelo estudante de Especialização em Ensino de História pela CENES, Hamilton Jr.

Hamilton foi diretor social da UPEr entre 2010 e 2016, durante o mandato de Markon Machado. Durante este período também foi representante discente no Conselho Superior do IFMS, presidiu o Grêmio Estudantil da Uniddade de Ponta Porã do Instituto Federal.
Formado em História pela UFGD, Hamilton atualmente também atua como professor na rede estadual de ensino.

A chapa encabeçada por Hamilton conta com Christian Alex Godoy Gimenes, Rosimari Portilho Gomes, Maristela Ribas e Marisol Ribas, Lukas e Luan Dutra.

O estatuto da UPEr permite que as posições não preenchidas durante o registro da chapa podem ser preenchidas por indicação da diretoria eleita para comandar a UPEr durante os próximos 4 anos.

Lideranças estudantis dos Grêmios Estudantis que representam os estudantes da Escola Joaquim Murtinho e Geni Marques Magalhães em Ponta Porã, se mostraram importantíssimos durante o processo eleitoral e auxiliaram na realização da eleição.

A posse de fato é imediata, mas os eleitos e a comissão eleitoral prometem realizar um evento público para oficializar a posse, o evento está previsto para junho.

COMPARTILHE AGORA MESMO