ACESSO FÁCIL
Pesquisar
Close this search box.

Ponta Porã realiza reunião binacional para combate à dengue na região de fronteira

A Prefeitura Municipal de Ponta Porã, através da Secretaria de Saúde e em parceria com a SES e CONASS, realiza nos dias 09 e 10 de abril, a segunda reunião binacional com apresentação do cenário epidemiológico de Arboviroses: dengue e chikungunya. A reunião trouxe à mesa a Secretaria de Estado de Saúde, Secretaria Municipal de Saúde, Municipalidad de Pedro Juan Caballero, Vigilância Hospitalar e Epidemiologia do Paraguai.

A dengue é um problema comum nos municípios que fazem fronteira com o vizinho Paraguay e por isso deve ser debatido por todos a fim de que seja encontrada uma maneira conjunta de combate à dengue e ao chikungunya.

Foram apresentados os dados epidemiológicos, dados de controle vetorial, fluxo laboratorial, cobertura vacinal, dados da atenção primária e ainda dados hospitalares do Brasil e Paraguai.

No período vespertino, desta quarta-feira, foi realizado manejo clínico, de dengue, chikungunya, oroupuche e mayaro, para os profissionais Médicos, Enfermeiros e fisioterapeuta, ministrado pelo Médico Infectologista Rivaldo Venâncio, da Fiocruz.

“É importante programar e alinhar as ações epidemiológicas para os próximos meses entre a SES, as Secretarias Municipais de Saúde e o Paraguay em razão da faixa de fronteira seca”, disse Larissa Castilho, Superintendente de Vigilância em Saúde da SES.

É preciso conscientizar a população para que ao surgir os primeiros sinais, procurar atendimento médico, para que as informações sejam lançadas no sistema, para que as Equipes de Saúde possam dar o tratamento devido às regiões de fronteira e para que elas realizem um controle de vetores em conjunto e eficiente.

A vacinação é uma ferramenta importante no combate às arboviroses, principalmente a dengue. Existe a oferta desta vacina nos postos de saúde, para a faixa etária de 10 a 14 anos. Esta faixa de idade para vacinação é recomendada pela Organização Mundial de Saúde e se mostra instrumento aliado importante no combate da dengue.

O CONASS – Conselho Nacional dos Secretários de Saúde – tem a iniciativa de trabalhar a qualificação dos dados e análise que se tem no Sistema Único de Saúde – SUS. Esse evento aproxima e qualifica os dados nas áreas de fronteira para identificar tendências e problemas do que realmente está acontecendo. A nível nacional, o Brasil enfrenta um problema com as arboviroses, em especial a dengue. As análises destes dados pelo CONASS ajudam os gestores a tomar decisões estratégicas no combate eficiente às arboviroses.

A Diretora de Vigilância Sanitária do Paraguai, Agda Cabello, disse que o combate à dengue é um problema sério entre os países do continente e que o enfrentamento deve ser feito de maneira conjunta. “A dengue é um problema sul-americano que afeta principalmente Brasil e Paraguai e qualquer iniciativa neste sentido é válida”.

O encontro binacional encerra nesta tarde, com mais uma reunião técnica com o Coordenador Estadual do Controle de Vetores Mauro Lúcio e a participação dos os Agentes de Saúde, para tratar especificamente da dengue.

* Diretoria de Comunicação

   

COMPARTILHE AGORA MESMO