ACESSO FÁCIL
Pesquisar
Close this search box.

Presidente Jair Bolsonaro visita abrigo de venezuelanos em Roraima

A força-tarefa humanitária realizou mais de 265 mil regularizações de migrantes e refugiados venezuelanos e mais de 60 mil foram interiorizados

Presidente Jair Bolsonaro visita abrigo de venezuelanos em Roraima

– Foto: Isac Nóbrega/PR

O Presidente Jair Bolsonaro visitou, na tarde desta terça-feira (26), o centro da Operação Acolhida, em Boa Vista, Roraima. A Operação Acolhida foi criada para garantir o atendimento humanitário a venezuelanos em Roraima, principal porta de entrada do país vizinho para o Brasil.

“Estamos num abrigo de venezuelanos, aqui em Boa Vista, Roraima, aqui tem em torno de 900 pessoas, metade é criança, outros 25% são homens, outros 25% são mulheres adultas. Muita criança, a gente vê no semblante deles, fugindo para o Brasil para fugir da fome na Venezuela, país riquíssimo em ouro e petróleo”, ressaltou o Presidente Jair Bolsonaro.

A Operação oferece assistência emergencial aos refugiados e migrantes. O atendimento ao fluxo desta parcela de venezuelanos na fronteira começa nas estruturas montadas para assegurar a recepção, identificação, fiscalização sanitária, imunização, regularização migratória e triagem de todos que vêm do país vizinho.

Para acomodar o grande número de venezuelanos, a Operação conta com 12 abrigos em Boa Vista, sendo quatro deles destinados a indígenas. Em Pacaraima, um décimo terceiro abrigo também é destinado a indígenas.

A força-tarefa humanitária é executada e coordenada pelo Governo Federal com o apoio de entes federativos, agências da ONU, organismos internacionais, organizações da sociedade civil e entidades privadas, totalizando mais de 100 participantes. “Aos venezuelanos que estão aqui, boa sorte a vocês! Parabéns ao nosso Exército Brasileiro, entre outras organizações aqui presentes, que trabalham para acolhê-los e devemos aprender com os erros dos outros”, disse o Presidente Jair Bolsonaro.

Segundo os dados atualizados divulgados pela Casa Civil, mais de 265 mil migrantes e refugiados venezuelanos solicitaram regularização migratória, mais de 60 mil foram interiorizados, e 890 mil atendimentos foram realizados na fronteira do Brasil com a Venezuela.

Interiorização

A Estratégia de Interiorização, que desloca refugiados e migrantes venezuelanos de Roraima para outros estados brasileiros, é a principal estratégia do governo brasileiro para promover a inclusão socioeconômica dos refugiados e migrantes venezuelanos. Desde o início da estratégia de Interiorização, em abril de 2018, já foram interiorizadas mais de 56 mil pessoas para mais de 670 cidades brasileiras em diversas Unidades da Federação.

“A Operação Acolhida tem sido elogiada internacionalmente por vários organismos que veem no Brasil um exemplo humanitário de receber essas pessoas. Sabemos os transtornos gerados, inclusive, aqui no estado de Roraima. Atualmente são mais de 100 mil no estado de Roraima, mais de 60 mil venezuelanos já foram interiorizados no Brasil, já com endereço, com ocupação. É um drama social tremendo, consequência de uma política populista e desastrosa que tem por consequência esses olhares carinhosos que comovem a todos que visitam essas crianças, essas mães”, afirmou o ministro da Cidadania, João Roma.

COMPARTILHE AGORA MESMO