ACESSO FÁCIL
Pesquisar
Close this search box.

Sul vai ter semana de choque térmico, com contraste entre extremos de frio e de calor; veja previsão para o Brasil

Por Roberto Peixoto, g1

A semana será marcada por variações extremas de temperatura no Sul do Brasil. Na segunda-feira (17), cidades do Rio Grande do Sul tiveram temperaturas máximas próximas dos 10°C. Enquanto isso, na Serra de Santa Catarina, os termômetros chegaram a ficar abaixo de 0°C. E nesta terça (18), as temperaturas devem cair ainda mais.

No entanto, até o final de semana, essa situação deve mudar consideravelmente, pois os termômetros devem voltar a subir para 30°C ou até mesmo ultrapassar essa marca em boa parte da região.

E todo esse “choque térmico” é causado por um ciclone extratropical que está distante da costa brasileira, mas que levou ar polar sobre o continente, afetando fortemente as mínimas na Argentina, que marcou -22,5°C.

Bloqueio atmosférico

Na quarta-feira (19), porém, o ar gelado se move em direção ao oceano, dando lugar a um bloqueio atmosférico que impedirá a chegada de frentes frias ou ciclones na região.

“O bloqueio atmosférico resultará em vários dias de tempo seco, com ventos transportando ar tropical quente do centro do país em direção ao Rio Grande do Sul, elevando as temperaturas”, explica ao g1 Estael Sias, meteorologista da MetSul.

“Teremos 10, talvez 12, 14 graus acima da média entre o domingo (23), a segunda e a terça-feira da próxima semana”, acrescenta.

Centro-Oeste

O período seco já começou no Centro-Oeste – e a tendência é de diminuição da umidade relativa do ar nos próximos meses, segundo o Inmet.

Na região, a persistência de uma massa de ar seco deixará o tempo estável, quente e sem chuva em praticamente toda a semana.

Previsão de chuvas entre 17 de julho e 24 de julho em todo o Brasil. — Foto: INMET

Previsão de chuvas entre 17 de julho e 24 de julho em todo o Brasil. — Foto: INMET

COMPARTILHE AGORA MESMO