Aumento na arrecadação do Estado impulsiona investimentos em obras para MS

Agronegócio foi o setor que mais repercutir com o avanço nos percentuais da arrecadação estadual

Mato Grosso do Sul registrou aumento na arrecadação própria no ano de 2020 na comparação com o ano anterior. Isso mesmo na pandemia de coronavírus, que derrubou a economia do País. O incremento foi de mais de 16%, já que a receita saltou de R$ 15,6 bilhões para 18,2 bilhões – conforme dados do Portal da Transparência.

Levantamento do jornal Folha de São Paulo mostra que o bom desempenho da economia estadual resulta na alta de 41% na arrecadação do ICMS da agropecuária e agroindústria. A pecuária, soja, milho, madeira e cana de açúcar são os carros-chefe da produção local.

“Esses segmentos tiveram um desempenho muito favorável no ano passado. Houve aumento no preço dos produtos, crescimento da área plantada e maior eficiência na produção”, afirmou o secretário da Fazenda de Mato Grosso do Sul, Felipe Mattos, em entrevista ao jornal.

Além de Mato Grosso do Sul, outros setes estados brasileiros tiveram crescimento real na arrecadação de tributos no período analisado. São eles Mato Grosso, Tocantins, Pará, Amazonas, Rondônia, Roraima e Alagoas. Todos têm a agropecuária como protagonista da economia.

As outras 19 unidades federativas do Brasil, incluindo o Distrito Federal, perderam receita na comparação 2019/2020. O levantamento da Folha de São Paulo foi feito com base em relatórios de execução orçamentária.

Mais arrecadação, mais investimento

Para o governador Reinaldo Azambuja, a alta na arrecadação de tributos reflete na manutenção dos investimentos nas cidades. Enquanto o Estado contabiliza R$ 901 milhões aplicados em obras e equipamentos em 2020, prepara a destinação de bilhões de reais para novas ações.

No começo deste ano, o governador autorizou um pacote de obras no valor de R$ 2,8 bilhões para 2021 e 2022. “Vamos rasgar o chão, abrindo novas estradas, que levarão o fruto do nosso trabalho e por onde vão passar milhares de novos empregos, gerados por uma economia pujante e muito mais diversificada”, disse ele nesta semana, na Assembleia Legislativa.

“Com capacidade de investimentos única no Brasil, estamos determinados a transformar nossas cidades em um autêntico canteiro de obras. E assim, também ajudaremos cada um dos nossos 79 municípios”, completou o governador Reinaldo Azambuja.

Bruno Chaves, Subcom
Foto: Chico Ribeiro