ACESSO FÁCIL
Pesquisar
Close this search box.

Caminhoneiro tenta transportar mais de 15 toneladas de agrotóxico no lugar de adubo e é preso na BR-163

Por Renata Barros e Gessé López, g1 MS e TV Morena

Um caminhoneiro foi preso por contrabando de agrotóxicos, nesta quinta-feira (26), na BR-163, próximo ao município de Douradina (MS), a 197 km de Campo Grande. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o suspeito apresentou uma nota fiscal de uma carga de adubos quando foi abordado. Os policiais suspeitaram do comportamento do homem e pediram para ele mostrar a carga, momento em que foi revelada os agrotóxicos ilegais.

Carga foi apreendida. — Foto: Reprodução/PRF

Carga foi apreendida. — Foto: Reprodução/PRF

De acordo com a PRF, a carga apreendida totalizou 17 toneladas. O caminhoneiro tinha como destino Sorriso (MT). “A nota dava conta que ele tinha feito um carregamento de adubo na cidade de Paranaguá, no Paraná, para Sorriso, no Mato Grosso”, detalha o inspetor chefe da delegacia de Dourados da PRF, Waldir Brasil.

Apreensão foi feita durante fiscalização da PRF. — Foto: Reprodução/PRF

Apreensão foi feita durante fiscalização da PRF. — Foto: Reprodução/PRF

A equipe questionou sobre a divergência entre a carga e o que constava na nota fiscal. Para as autoridades, o caminhoneiro disse que quando estava em Mundo Novo (MS), seguiu para o Paraguai. No país que faz fronteira com o Brasil, o homem vendeu o adubo e carregou a carreta de agrotóxico, de acordo com a PRF.

A carga de agrotóxicos foi apreendida e o homem preso. O caminhoneiro vai responder por contrabando e crime contra a saúde pública. De acordo com a PRF, desde janeiro já foram apreendidas 38 toneladas de agrotóxicos ilegais em Mato Grosso do Sul.

COMPARTILHE AGORA MESMO