Casal é assassinado com cerca de 100 tiros de fuzil na saída de cassino na fronteira do Brasil com Paraguai

Por Flávio Dias, G1MS — Campo Grande

Caso é morto com 100 tiros de fuzil na fronteira do Brasil com o Paraguai,  em Ponta Porã (MS). — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Caso é morto com 100 tiros de fuzil na fronteira do Brasil com o Paraguai, em Ponta Porã (MS). — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um casal foi morto com cerca de 100 tiros de fuzil na madrugada deste domingo (13), em Ponta Porã, no sul de Mato Grosso do Sul, fronteira do Brasil com o Paraguai. Segundo a polícia, as vítimas estavam dentro de um carro quando foram abordadas pelos atiradores.

Conforme a ocorrência, Wellington Bruno Alves, de 27 anos, e Daiane Dias Constanci, de 26, morreram no local antes mesmo de o socorro chegar. Segundo relato de testemunhas à polícia, os dois estavam em um famoso cassino da região antes de serem executados.

Ponta Porã faz fronteira seca com o Paraguai, tendo apenas uma avenida que a separa da cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero. A região é conhecida como área de disputa de facções criminosas pelo controle do tráfico de drogas.

Ainda de acordo com a polícia, no interior do veículo foi encontrado um valor de aproximadamente R$ 10 mil em dinheiro. Equipes da Polícia Militar e de peritos estiveram no local e isolaram a área.