Com trabalhos a todo vapor, governador vistoria obra de revitalização do Parque dos Poderes

O governador Reinaldo Azambuja vistoriou a obra de revitalização do Parque dos Poderes, que está em pleno vapor. Com 34% dos trabalhos já concluídos, a obra no valor de R$ 18,9 milhões segue com as atividades de reciclagem de pavimento, implantação da ciclovia, drenagem e outras ações e melhorias previstas.

Segundo informações da Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura de Mato Grosso do Sul), em três meses de trabalho as atividades seguem dentro do cronograma, com a expectativa da obra ser concluída até antes do prazo de 18 meses, prevista em contrato.

Com o período de poucas chuvas, não houve interrupção nas atividades, que seguem com a reciclagem de pavimento e já está sendo implantada a ciclovia, que começou na rotatória próxima do Condomínio Beirute e já está perto da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública). Ela (ciclovia) será implantada no canteiro central das avenidas que cortam os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

Junto com estes trabalhos seguem outras atividades como drenagem, tubulação de concreto, canaletas e meio fio. Também está sendo colocada a contenções de eucalipto no estacionamento em frente a Governadoria, que fica no setor mais baixo da Avenida do Poeta Manoel de Barros. “O espaço foi alargado para ter uma pista de caminhada e ao invés de uma contenção de concreto, será de eucalipto”, descreveu o engenheiro responsável.

“Reconstruir esse parque é muito importante para a Capital e para Mato Grosso do Sul porque aqui, além de estar aqui as nossas secretarias, o local de trabalho de todos nós, é também um ponto de encontro de todo sul-mato-grossense e daqueles que vêm nos visitar”, descreveu o governador Reinaldo Azambuja.

O secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel, afirmou que após 40 anos o Parque dos Poderes vai receber a merecida reforma. “É o local que une o poder público, em seu trabalho diário e local de tomada de decisões, e as famílias campo-grandenses. O projeto irá melhorar essa estrutura e atender os anseios da população”.

Foco ambiental

Além de revitalizar e modernizar o espaço, o governo do Estado fará uma obra com preservação do meio ambiente. Dispondo de uma reserva florestal ecológica, todos os cuidados estão sendo tomados, tanto que até o momento nenhuma árvore precisou ser derrubada.

Na construção da ciclovia estão sendo usados pisos intertravados, que segundo a Agesul, é menos agressivo ao meio ambiente do que asfalto, além de ajudar na permeabilidade da água da chuva. A utilização dos blocos (pisos) ao invés do asfalto ainda evita equipamentos pesados na construção, preservando as árvores.

A obra de revitalização ainda vai contar com a reforma dos estacionamentos, 4 quilômetros de pista de caminhada e 4,2 quilômetros de ciclovia no canteiro central. O complexo também ganhará 70 bancos de descanso, lixeiras, paisagismo e acessibilidade. 41 abrigos nos pontos de ônibus e o centro de apoio aos frequentadores, com banheiros, proporcionarão mais conforto a quem vai ao Parque dos Poderes.

Leonardo Rocha e Joilson Francelino, Subcom

Fotos: Chico Ribeiro

COMPARTILHE AGORA MESMO
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
COMENTE AGORA MESMO!