Jornalista desmascara Golpe da Mandala

Participantes do GOLPE criaram uma matéria falsa e atribuíram sua autoria ao jornalista Caio Fulgêncio, do Portal G1.com – Acre.

Em uma montagem barata, participantes do esquema fraudulento divulgaram uma imagem falsa como se fosse matéria do portal G1.com, trazendo a notícia mentirosa: “Mandala a frebe da web acaba de ser legalizada e considerada como renda extra”.

Claro que além do erro grosseiro ao escrever a palavra “frebe”, e da ousadia de usar o nome de um profissional respeitado daquele estado, o bando mentiu ao afirmar que a ARMAÇÃO teria sido legalizada.

Em sua rede social, o jornalista Caio Fulgêncio esclareceu que não se trata de matéria escrita por ele e ironizou: “Não escrevo “frebe”. Beijos, Mandala! Matéria falsa, amigos. Matéria falsa!”.

Em outro momento, Caio fez um importante e esclarecedor comentário sobre o GOLPE da Mandala: “Explicando melhor. A imagem de uma matéria do G1 sobre a suposta legalização da Mandala com a palavra “frebe” e meu nome não é verdadeira. É FALSA. Mais preocupante do que o mal que a grafia errada pode causar à minha imagem profissional é a maldade de quem forjou tudo para enganar pessoas desavisadas”.

Finalizando seu esclarecimento, o jornalista alertou: “Nunca achei necessário expor minha opinião sobre o assunto, mas um negócio sério, totalmente honesto, não precisaria de artimanhas como essas para ganhar adeptos. Apenas uma reflexão matinal mesmo.”

A matéria foi repercutida no Blog do Gordo, Fernando Melo Global e Itaberaba Notícias.

COMPARTILHE AGORA MESMO
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
COMENTE AGORA MESMO!