Mesmo com vacina, população deve seguir em alerta sobre a Covid-19, afirma Reinaldo Azambuja

Mesmo com vacina, população deve seguir em alerta sobre a Covid-19, afirma Reinaldo Azambuja

Mesmo com o início da vacinação contra a Covid-19 em Mato Grosso do Sul, a população deve seguir atenta às medidas de proteção de combate à doença, apelou o governador Reinaldo Azambuja nesta quarta-feira (20). A campanha de imunização começou nesta semana pelos grupos prioritários, formados por profissionais de saúde que atuam na linha de frente, idosos que vivem em asilos e indígenas aldeados.

“Vamos continuar nos cuidando para que possamos todos juntos vencer essa etapa difícil”, ressaltou ele ao dizer que a página do livro da pandemia só será virada quando a cobertura vacinal atingir toda a população.

“Estamos muito empenhados, os governadores do Brasil, para que ocorra a liberação de outro lote de vacinas que está no Butantan. Queremos ampliar o leque de distribuição. Enquanto isso, é importante permanecermos vigilantes, usando máscaras e tendo os cuidados de higiene”, completou.

O governador foi às redes sociais prestar contas sobre o início da imunização em Mato Grosso do Sul. As 158 mil doses da Coronavac chegaram a Campo Grande na tarde de segunda-feira (18) e em menos de 24 horas já estavam em todas as cidades do Estado. A força-tarefa de distribuição contou com a participação de 90 servidores, entre civis e militares, e o uso 28 viaturas.

“Em tempo recorde chegamos aos 79 municípios. E vai ser assim com essa mesma logística em todos os lotes de vacinas que nós recebermos do Ministério da Saúde”, afirmou Reinaldo Azambuja. “Isso mostra o bom trabalho desempenhado pela nossa equipe, que desenvolveu uma boa estratégia de distribuição. Fica aqui nosso reconhecimento ao bom trabalho, que salva vidas”, emendou.

Confira abaixo as medidas de proteção recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para evitar a propagação da Covid-19:

  • Lavar as mãos com frequência; usar sabão e água ou álcool em gel.
  • Manter uma distância segura de pessoas que estiverem tossindo ou espirrando.
  • Usar máscara quando não for possível manter o distanciamento físico.
  • Não tocar nos olhos, no nariz ou na boca com as mãos sujas.
  • Cobrir o nariz e boca com o braço dobrado ou um lenço ao tossir ou expirar.
  • Ficar em casa ao se sentir indisposto.
  • Procurar atendimento médico se tiver febre, tosse e dificuldade para respirar.

Bruno Chaves, Subcom
Foto: Chico Ribeiro

COMPARTILHE AGORA MESMO
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
COMENTE AGORA MESMO!