MS teve aumento de 46% no volume de soja exportada em 2020; faturamento chega a U$ 1,6 bilhão

Por José Câmara, G1 MS

Colheita da soja em Mato Grosso do Sul; 2020 foi um ano positivo para exportações.  — Foto: Anderson Viegas/G1 MS

Colheita da soja em Mato Grosso do Sul; 2020 foi um ano positivo para exportações. — Foto: Anderson Viegas/G1 MS

Mato Grosso do Sul teve um acréscimo de 46% no volume da soja exportada em 2020, em comparação à safra de 2019. O total faturado foi de U$ 1,6 bilhão. Ao todo foram 4,8 milhões de toneladas em grãos exportadas.

No ranking nacional, o estado continua com o 5° maior produtor e 6° maior exportador de soja em grãos.

A China foi o principal destino das exportações, respondendo por US$ 1,3 bilhão, ou seja 81,9% do total. Ao todo foram 3,9 milhões de toneladas de soja exportadas para o país.

Segundo a analista técnica da Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul, Bruna Mendes Dias, os números obtidos em 2020 só não foram maiores do que os registrados na safra histórica de 2018.

“A produção de Mato Grosso do Sul sobressai em relação a nacional. A soja para o nosso estado é de extrema relevância. A perspectiva para 2021 é de que a demanda externa continue aquecida”, afirma.

A analista faz a afirmação diante do alto potencial de comercialização da oleaginosa. Dias afirma que mesmo antes do plantio, 60% da safra 2020/2021 já foi comercializada.

Dias explica que em decorrência da recuperação dos produtores de proteína animal na China, a participação do país asiático nas exportações de Mato Grosso do Sul devem continuar altas. “Os laços entre os países podem continuar, visto o alto índice comercializado. Essa negociação depende da cotação do dólar, então caso a moeda norte-americana continue alta, o produto brasileiro será favorecido diante do mercado externo”, finaliza.

COMPARTILHE AGORA MESMO
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
COMENTE AGORA MESMO!