Reinaldo Azambuja elogia ação policial na fronteira contra organização criminosa

As ações das forças de segurança de Mato Grosso do Sul contra as organizações criminosas foram elogiadas pelo governador Reinaldo Azambuja.

Na noite de segunda-feira (11), policiais entraram em confronto com integrantes do PCC, após terem sido recebidos à bala, e apreenderam um arsenal com dois fuzis, duas pistolas glock 9mm e dois revólveres calibre 38, além de dois veículos roubados.

“Bandido tem que ser tratado com rigor e tolerância zero. As nossas forças policiais estão de parabéns. Nossos policiais têm agido com coragem e eficiência. Temos mais de 1.500 quilômetros de fronteira e, em várias partes, é possível atravessar a pé. Infelizmente, no confronto de ontem, oito integrantes do PCC morreram. Nosso desejo é que estivessem atrás das grades. Mas nossa prioridade é e sempre vai ser a de proteger o cidadão de bem”, afirmou o governador.

Participaram da ação as polícias Civil e Militar, Garras, DOF, Bope e o Choque. O enfrentamento teve início em uma casa no bairro Julia Cardinal, próximo à UEMS, em Ponta Porã, que funcionava como esconderijo para o armamento. Conforme a Polícia Civil, a organização criminosa está envolvida em dois homicídios recentes na região de Sanga Puitã e nas proximidades da linha internacional.

Os indivíduos baleados foram socorridos pelas próprias equipes policiais e levados para o Hospital Regional de Ponta Porã. Os corpos foram encaminhados ao IML para a identificação e realização de exame necroscópico. Até o momento apenas um dos envolvidos foi identificado: Oscar Prieto Davalo (23).

Após o confronto, a segurança foi reforçada com o Grupamento Aéreo e a Polícia Rodoviária Estadual. Para os próximos dois anos (2021-2022), o Governo do Estado planeja investir mais de R$ 200 milhões para estruturar as forças de segurança pública com aquisição de armas, radiocomunicação, compra de viaturas, treinamento e concurso público.