Em carta, esposa do cantor Victor diz que ele ‘nunca a machucaria’

 

Carta publicada no Instagram neste domingo, Poliana Bagatini Chaves, mulher do cantor Victor, da dupla sertaneja Victor & Leo, disse que o marido não a machucou e que “nunca a machucaria”.

O link da carta assinada por Poliana, que aparece impressa em papel e fotografada no Instagram, foi enviada pela assessoria de imprensa do cantor. A assessora da dupla confirmou que a carta foi escrita por Poliana.

Na última sexta-feira (24), Poliana registrou uma ocorrência contra Victor. Ela, que está grávida e já tem uma filha com o artista, disse ter sido jogada no chão e agredida com chutes. No sábado (25), a empresária fez o exame de corpo de delito e a mãe do cantor registrou uma queixa contra a nora. Victor se pronunciou sobre o caso no Programa Fantástico neste domingo (26/02) destacou o jornalista Lile Corrêa na Rádio Líder FM 104,9 de Ponta Porã (MS).

Na carta publicada em rede social, Poliana diz que em momento algum considerou que o marido tivesse cometido qualquer crime contra ela e que procurou a polícia na busca de “amparo” após um desentendimento familiar.

Ela conta ter discutido com a sogra e não ter encontrado apoio do marido, que teria tentado “contê-la”. “Victor não me machucou e nunca me machucaria e, para comprovar a inexistência de qualquer lesão, resolvi fazer a perícia no IML”, diz a carta.

Poliana comunica ainda que ela e o bebê passam bem, “apesar do transtorno” causado por toda a repercussão do caso.

A carta foi acompanhada do seguinte texto: “De uma hora para a outra vi meu nome e de minha família expostos na mídia. Me senti no dever de esclarecer os fatos que foram veiculados. Espero que uma vez esclarecido possa voltar a me dedicar ao meu marido, à minha filha e à minha gravidez”. Esse é o único conteúdo da conta de Poliana no Instagram, cujo usuário é @pmvb_.

A Polícia Civil de Minas Gerais, onde a queixa foi registrada, informou que o exame de corpo de delito de Poliana já foi concluído e será analisado, mas que não vai divulgar informações sobre o resultado. O inquérito tem 30 dias para ser concluído, contados a partir de 24 de fevereiro.

Ao lado do irmão Leo, Victor é um dos jurados do programa “The Voice Kids”, da Rede Globo. Mais cedo neste domingo (26), na abertura da atração, o apresentador André Marques informou que o cantor pediu para se afastar do programa até o fim da apuração sobre o ocorrido. A edição atual e da próxima semana já estão gravadas com a presença de Victor e serão mantidas.

‘The Voice Kids’

No programa deste domingo, o apresentador André Marques disse: “Esta semana aconteceu um fato importante envolvendo um dos técnicos do nosso programa. Uma acusação bastante grave de violência doméstica envolvendo o Victor. A Globo repudia toda e qualquer forma de violência e acredita que essa acusação precisa ser apurada com rigor, garantindo o direito de defesa na busca da verdade. O Victor inclusive nos procurou informando que iria se afastar do programa para se dedicar totalmente a esse caso. No entanto, você que acompanha o nosso The Voice Kids sabe que estamos em um momento muito especial da disputa das crianças. Como nosso programa de hoje e da semana que vem já estavam gravados, em respeito a essas crianças que se esforçaram tanto para chegar até aqui nas batalhas, decidimos manter o programa como ele foi gravado e o jornalismo da Globo vai acompanhar o desenrolar desse caso para que você saiba tudo o que está acontecendo”.

A queixa

Um dia depois de registrar a ocorrência contra o marido, Victor Chaves Zapalá Pimentel, de 41 anos, Poliana Bagatini Chaves, de 29 anos, fez exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML), em Belo Horizonte. Segundo a polícia, ela foi à delegacia, prestou depoimento e foi encaminhada ao IML.

Segundo a ocorrência, Poliana, que está grávida, afirmou ter sido jogada ao chão por Victor e ter recebido vários chutes dele. A briga, de acordo com as informações da polícia, começou por motivos fúteis. Os dois moram no bairro Luxemburgo, na região Centro-Sul de Belo Horizonte.

Ela teria sido impedida por um segurança e pela irmã do cantor de sair do local após as agressões.

Ainda segundo a polícia, ela só conseguiu deixar o prédio após uma vizinha ouvir a briga e chamar o elevador para Poliana. Depois de ter saído do prédio, ela disse estar sendo ameaçada pela família do marido.

Poliana prestou queixa na Delegacia Seccional Sul e depois foi encaminhada para a Delegacia de Mulheres da capital. Lá, segundo a Polícia Civil, ela desistiu de prestar depoimento e não fez o exame de corpo de delito naquele dia.

 

COMPARTILHE AGORA MESMO
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
COMENTE AGORA MESMO!