Mauricio Saito destaca atuação do produtor durante evento do Sindicato Rural de Campo Grande

Prestigiou a abertura do Encontro de Tecnologias para Pecuária de Corte, o vice-presidente regional da Famasul, Jean Pierre
“Junto aos sindicatos rurais, temos feito um trabalho de coletividade que muito tem contribuído com o desenvolvimento da agropecuária de Mato Grosso do Sul. Não fosse o lado empreendedor do produtor rural, não teríamos, nesses 40 anos de criação do Estado, resultados positivos e de referência registrados hoje”. A afirmação foi feita pelo presidente do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Mauricio Saito, durante o 30º Encontro de Tecnologias para Pecuária de Corte, realizado na segunda-feira (03/03), na sede do Sindicato Rural de Campo Grande.
Durante o evento, que contou com a presença de mais de 200 pessoas, Saito salientou a qualidade da carne bovina produzida em Mato Grosso do Sul e destacou a inauguração do Laboratório Multiusuário de Biossegurança para a Pecuária – Biopec. “Nossa carne é forte, são 150 países que importam nossa produção. A parceria com a comunidade científica possibilita ao produtor rural eficiência e desenvolvimento sustentável”, acrescentou.  O Biopec é o mais moderno na área de pesquisa em segurança e qualidade da carne da América Latina.
Mauricio Saito também falou sobre a recente decisão do STF – Supremo Tribunal Federal referente ao Funrural – Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural. “A Famasul é uma das Federações que ajuizaram ação judicial questionando a constitucionalidade do Funrural, principalmente pela questão da isonomia. É uma ação antiga, ou seja, a história mostra claramente o posicionamento da instituição. Aguardamos a publicação do acórdão para termos o conhecimento aprofundado da decisão.”
O presidente do Sindicato Rural de Campo Grande, Ruy Fachini, agradeceu os palestrantes, diretoria e parceiros e pontuou a importância da vinda do Ministro de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, ao Estado na última semana. “O evento acontece em um momento importante e difícil para Mato Grosso do Sul e Brasil. Em situações como as que estamos vivendo no nosso setor, os produtores devem ser mais unidos, precisamos nos apoiar mais.”
Representando a prefeitura, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo, Ciência, Tecnologia e Agronegócio, Luís Fernando Buainain, também falou do desenvolvimento rural. “Este evento vai trazer o que há e novo e de relevante para o agro em MS. Pela extensão territorial de Campo Grande, ainda produzimos muito pouco perto da área que temos, muito do que chega, pouco é produzido aqui.”
Do mesmo modo, o presidente da OCB/MS – Organização das Cooperativas do Brasil, Celso Regis, acrescentou, sobre o evento: “Os assuntos que serão tratados aqui hoje estão diretamente relacionados à tecnologia e à inovação. Os palestrantes trarão muitas novidades que serão aplicadas pensando no futuro”.
O secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, destacou os últimos acontecimentos que envolveram a agropecuária nacional e estadual.  “O Brasil está pagando uma conta muito cara por conta dessa operação que envolveu a pecuária. Atento à situação, Mauricio Saito fez uma propositura ao Banco do Brasil e conseguiu de forma rápida o alongamento dos custeios aos produtores. A atitude da Famasul foi fundamental para a diminuição do impacto desta ação”.
A ação mencionada por Verruck refere-se à reunião com 19 entidades e Governo do Estado para falar da qualidade da carne e também sobre a solicitação realizada pela Famasul, no dia 20 de março, referente a recursos direcionados a produtores, pelo momento delicado vivenciado pela pecuária.
Já a deputada federal, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, enalteceu o trabalho empreendedor do produtor rural. “Mesmo com todos os problemas de infraestrutura, o Brasil é o país pronto para entregar alimentos. Porém, em representatividade política, ainda somos poucos. Precisamos de mais lideranças defendendo os interesses do agro.”
Prestigiaram também a abertura do Encontro de Tecnologias para Pecuária de Corte, o diretor tesoureiro do Sistema Famasul, Luis Alberto Moraes Novaes; a diretora-secretária da Federação, Terezinha Candido; a presidente do Sindicato Rural de Ivinhema e Novo Horizonte do Sul, Edy Elaine Tarrafel; o vice-presidente regional da Famasul, Jean Pierre; o diretor do Sindicato Rural de Bandeirantes, Janes Bernardino Honório Lyrio.
Foto: Marcio Peruchi
COMPARTILHE AGORA MESMO
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
COMENTE AGORA MESMO!