Parceria com Governo do Estado garante abastecimento de água no Nova Itamarati

Nivalcir Almeida*

Uma parceria envolvendo a Prefeitura de Ponta Porã e o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, através da Sanesul, vai viabilizar a solução de um dos mais graves problemas enfrentados pelos moradores do distrito de Nova Itamarati: a falta de abastecimento de água tratada.

Os detalhes desta parceria foram debatidos pelo prefeito Hélio Peluffo e o gerente regional da Sanesul, Márcio Cruz, além do gestor de processos técnicos da empresa, Dione Silva de Lima. O encontro aconteceu na manhã desta quarta-feira, 4 de janeiro.

Os representantes da Sanesul informaram que nas próximas duas semanas será possível resolver o problema com a instalação de equipamentos adequados no poço perfurado há vários anos, próximo à área do Secador.

O problema é que o poço estava desativado há vários anos. No ano passado, na gestão anterior à de Hélio Peluffo, a Prefeitura adquiriu (por um preço altíssimo) uma bomba que não atende as necessidades para garantir o abastecimento. “Eles compraram um equipamento incompatível com as características do poço e do reservatório. A bomba adquirida consegue captar uma quantidade maior de água, fugindo dos padrões. Com isso, além de gerar maior consumo de energia (que seria paga pelos moradores) ainda ofereceria risco de secar o poço”, explicou o gestor de processos técnicos da Sanesul em Ponta Porã, Dione Silva de Lima.

Segundo o prefeito Hélio Peluffo, resolver o problema do abastecimento de água no distrito de Nova Itamarati é uma das prioridades da administração e está sendo possível graças à parceria com o governador Reinaldo Azambuja: “o governador determinou que a Sanesul trabalhe no sentido de solucionar a situação. De nossa parte estaremos contribuindo com o que for necessário para que o problema seja solucionado o quanto antes”, garantiu.

A situação no distrito é preocupante uma vez que a população, para ter acesso à água, construiu poços em seus quintais, correndo o risco de contaminação por doenças.

O prefeito Hélio Peluffo lamentou a situação na qual os moradores são penalizados e, por isso, de pronto, buscou uma parceria com o governador Reinaldo Azambuja para resolver o problema.

A solução será a instalação de uma bomba nova providenciada pela Sanesul. O equipamento comprado pela administração anterior sem obedecer aos critérios técnicos, está sob os cuidados da Sanesul. Os técnicos acreditam que, num prazo de dez dias, sem que ocorram contratempos, tudo esteja normalizado.

Legendas das fotos: Nivalcir Almeida

Foto 01:

Prefeito Hélio Peluffo e representantes da Sanesul durante encontro ocorrido na manhã de quarta-feira, 4 de janeiro.

Foto 02:

Bomba de água entregue à Sanesul: equipamento, caríssimo, foi comprado sem qualquer critério pela administração anterior da Prefeitura.