ACESSO FÁCIL
Pesquisar
Close this search box.

Prefeitura e iniciativa privada se reúnem para definir ações em ajuda para o Rio Grande do Sul

O Prefeito Eduardo Campos e a Primeira-dama Paula Consalter Campos, realizaram uma reunião com a sociedade civil organizada, para dar início à questão da ajuda que será encaminhada ao estado brasileiro do Rio Grande do Sul, fortemente afetado pelas chuvas intensas que não param de cair.

O balanço divulgado pelo governo do Rio Grande do Sul na manhã desta segunda-feira (06), mostra que o número de mortos em razão das fortes chuvas que atingem o estado desde o início da semana passada subiu para 83. Além disso, quatro óbitos estão em investigação. Ao todo, 111 pessoas estão desaparecidas e 276 estão feridas. Segundo esses mesmos números, mais de 850 mil pessoas foram afetadas em 345 municípios do estado. Já são 121.957 desalojadas e 19.368 em abrigos.

A primeira reunião desse comitê, formado pelo Poder Público e Sociedade Civil, contou com a participação da Prefeitura Municipal de Ponta Porã, Câmara Municipal de Vereadores, Loja Maçônica Aquidaban, Loja Maçônica Ponta Pora~e Loja Maçônica Francisco Assis de Carvalho, Centro de Tradições Gaúchas, Associação Comercial e Empresarial de Ponta Porã, Sindicato Rural de Ponta Porã, Clube do Laço Lino do Amaral Cardinal e a Imprensa.

As primeiras ações ficaram definidas como: escolha dos pontos de arrecadação, que são a Prefeitura Municipal de Ponta Porã, Câmara Municipal, escritório central do CTG, Clube do Laço e as 3 Lojas Maçônicas, além da Associação Comercial e Empresarial de Ponta Porã. O grupo de trabalho foi criado para dar andamento aos trabalhos.

O FAC – Fundo de Apoio ao Cidadão, disponibilizou o arrecadado pela Campanha do Agasalho 2024. No total são 4.890 mantas, 700 casacos femininos e masculinos, 600 calças de moletons e 500 bermudas que já serão disponibilizadas para doação nesta primeira ação deste comitê.

O foco desta ação, que envolve Poder Público e Sociedade Civil, é arrecadar o maior número possível de alimentos não-perecíveis, água potável, roupas, calçados, colchões, cobertores e tudo o que possa ser destinado à população duramente atingida pelas fortes e intensas chuvas que devastam o Rio Grande do Sul desde o início da semana passada.

O Prefeito Eduardo Campos, comandou as deliberações e ficou extremamente agradecido pela resposta ao chamamento que visa ajudar o próximo. “É um momento importante, que temos que convocar Instituições e pessoas para ombrear conosco essa ajuda para os nossos irmãos do Rio Grande do Sul. Ficamos satisfeitos e temos a certeza que toda a união de Ponta Porã, levará calor e alento aos que mais necessitam”, finalizou o Prefeito Eduardo Campos.

Diretoria de Comunicação*

COMPARTILHE AGORA MESMO